O ato de aplicar gelo ou calor em uma lesão deve obedecer vários critérios, porém antes é preciso perceber, de uma forma geral, quais os mecanismos envolvidos em uma ação e outra, e como a fisioterapia entra neste tipo de tratamento.

Sempre que uma lesão ocorre, a ideia inicial é sempre a mesma: fazer gelo no local lesionado. Porém, é uma ideia equivocada, já que em alguns casos a aplicação de calor é mais indicada do que a aplicação de gelo.

Confira a seguir mais informações sobre o assunto e saiba em quais situações aplicar gelo ou calor.

Saiba a importância do frio ou do calor na fisioterapia

Saiba a importância do frio ou do calor na fisioterapia

Quando usar o gelo nas lesões?

O gelo é indicado para lesões que acabaram de acontecer. Recentes estudos indicam que o principal efeito do gelo é provocar a redução da dor no local da lesão. Contudo, também atrasa o processo inflamatório e a própria regeneração dos tecidos, segundo Mirkin, G. 2016.

Considerando que a inflamação é essencial no processo de regeneração dos tecidos, qualquer agente físico que atrase esse prcesso irá atrasar também o próprio processo de resolução da lesão.

Quando usar o calor nas lesões?

A aplicação do calor é indicada para lesões crônicas mais antigas. Isso porque o calor ajuda no aumento da circulação sanguínea periférica e na mobilidade quando os músculos se encontram mais rígidos e/ou doloridos.

Em certas contraturas, o calor pode ser um importante aliado, pois as contraturas são pontos hipovascularizados, os quais poderão usufruir do poder vasodilatador e de aumento da circulação periférica para o seu relaxamento e irrigação.

Contudo, é importante frizar que, em caso de dúvidas ou não evolução dos sintomas, o melhor é sempre procurar um fisioterapeuta especializado.

Se você possui algum problema do tipo e está procurando um fisioterapeuta, ou está procurando por outro tipo de serviço, entre em contato com nossa equipe agora mesmo!

Saiba a importância do frio ou do calor na fisioterapia